SAIBA OS CUIDADOS AO CONTRATAR UM PLANO DE SAÚDE

Segundo informações da Folha de São Paulo, até maio de 2016 , mais de 1,4 milhões de consumidores deixaram de usar planos de saúde, muito pelo desemprego crescente, decorrente da notória crise econômica que assola o país.
Dentro desse cenário caótico onde está emergido a economia brasileira, pelo menos encontramos um ponto positivo, qual seja, a possibilidade do consumidor negociar contratos típicos de adesão, como normalmente são os de Planos de Saúde.

EVITANDO O LITÍGIO TRABALHISTA NA SUA PEQUENA E/OU MÉDIA EMPRESA

Ainda que os custos dos encargos trabalhistas sejam excessivamente altos para o empresário, principalmente em se tratando de pequeno empreendedor, mesmo assim é mais barato planejar e suportar este custo do que arcar com uma indenização oriunda de uma reclamatória trabalhista.
Em se tratando de direitos trabalhistas vale para o empresário aquela velha máxima: “Melhor prevenir do que remediar”.

O QUE AS EMPRESAS PRECISAM SABER PARA EVITAR O LITÍGIO COM O CONSUMIDOR

Segundo o relatório apresentado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no ano de 2014, foram ajuizadas no Brasil 2.039.288 (dois milhões trinta e nove mil com duzentos e oitenta e oito) ações judiciais que versavam sobre direito do consumidor, sendo que ficaram de fora desses números os litígios envolvendo contratos bancários e de telefonia (típicos de consumo), uma vez que foram contabilizados nesse relatório apenas as ações de responsabilidade por falha de produtos e serviços.